Pintar como passatempo

capa-pintar-como-passatempo-3dPintar como passatempo é um relato afetuoso e personalíssimo feito por Winston Spencer Churchill sobre sua relação com a pintura, desde a primeira e tímida pincelada até as experiências mais complexas. O livro nos apresenta um lado espirituoso e afável de sua personalidade reconhecidamente sagaz, por meio de detalhadas descrições de suas aventuras com a tinta a óleo, sua preferida, e uma tela em branco.

Inicialmente falando de hobbies, Churchill encontra seu passo habitual quando fala sobre pintar. O grande crítico de arte Ernst Gombrich achou este livro “deslumbrante” e disse: “Não precisamos conceder, mas quando os chamados experts criticam Churchill, devemos lembrar que o amador é realmente um amante, e o diletante alguém que se delicia.” Afirmações bem verdadeiras, sobre um inesperado e atraente pequeno livro que merece ser lido.

Winston Churchill consegue, por meio de sua notável habilidade com as palavras, nos mostrar o seu apreço pelas artes e nos convencer:

Felizes os pintores, pois não estarão sozinhos. Luz e cor, paz e esperança lhes farão companhia até o fim, ou quase até o fim, da jornada.”

Além do registro das experiências pessoais de Winston Churchill com a pintura, Pintar como passatempo traz um caderno de ilustrações de algumas das telas pintadas por ele em diferentes momentos de sua vida.

Pintar como passatempo é um ensaio escrito tão cuidadosamente quanto um conto, diferente e pessoal. Vai cativar não só os que já admiram o líder político, mas todo aquele que aprecie a pintura e um texto bem escrito porquem entende do assunto.

Autor: Winston Churchill
ISBN: 978-85-62948-07-7
Gênero:  Literatura
Páginas: 72
Formato: 12×19 cm
Preço: R$ 59,00

» COMPRAR

Não há comentários, seja o primeiro a comentar