Centenário de Celso Cunha

maio 9th, 2017Notícias0 Comments »

especial nova gramatica

Celso Cunha (1917-1989) licenciou-se em Letras em 1940, na Universidade do Distrito Federal (UDF). Sensibilizou o Ministério da Educação para a criação da Nomenclatura gramatical brasileira e o exemplo foi, mais tarde, seguido por Portugal. Dizia ele “A nomenclatura serve para os cientistas assim como o farol serve para guiar os navios”. Como professor universitário formou vários mestres dando apoio e encaminhando-os para estudos no exterior. Seu estudo de língua portuguesa em sua Nova gramática do português contemporâneo  mostra a sincronia do idioma através da versificação, onde usa exemplos de textos de autores brasileiros, portugueses e africanos.

Foi o revisor do texto da Constituição do Brasil (1988), pertenceu a inúmeras sociedades científicas e recebeu diversos prêmios e realizou muitos congressos.

Saiba mais sobre o gramático. Clique aqui

 

Homenagem ao Centenário de Celso Cunha na Academia Carioca de Letras

No dia 10 de maio, na Academia Carioca de Letras, o acadêmico Evanildo Bechara proferiu palestra sobre “A contribuição de Celso Cunha aos estudos de língua portuguesa”, para comemorar a passagem do primeiro centenário de nascimento do homenageado. A palestra contou com a participação de Cilene da Cunha Pereira, Cláudio Murilo Leal e Ricardo Cravo Albin.

 

20170510_175239

20170510_175230

Não há comentários, seja o primeiro a comentar